Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gritos mudos no silêncio das palavras!

Aqui toda a palavra grita em silêncio, sozinha na imensidão de todas as outras deixa-se ir... Adjetiva-me então

Brilhos de Alma

Novembro 09, 2022

Carlos Palmito

totem.jpg 

Existem as trovoadas de Verão,
cânticos de Deusas do extinto passado,
o odor da terra ressequida ao serão,
embebida nas lágrimas de um céu nublado.

 

E o brilho do teu olhar na aurora,
o sorriso preso nos lábios,
onde todo o ontem se tornou um agora.
E a memória uma prosa de provérbios sábios.

 

Depois temos o som do mar ao adormecer,
as ondas que morrem no areal ainda quente,
será ele o cupido de um mundo por nascer,
e eu algo atirado ao vento, talvez uma semente?

 

Agora, fecha os olhos junto ao rio, unido com a natureza,
absorve cartas sem selos vindas de épocas seculares,
escuta o pássaro, a água, sente o sol, a sombra… a beleza,
toda a realeza enclausurada em quadros sensoriais singulares.

 

Deixo para o final, mas não menos importante, a música,
aquela que nos faz cantar, dançar, pular, amar,
limpo ou sujo tanto faz, uno-me à cadência única,
à demência, loucura, liberto a alma e uivo ao luar.  

 

No areal foi deixado um totem multiusos, uma noite, uma memória, uma lua, o universo e um ondular prateado…

 

Texto criado para uma abelha na chuva... olha que é um bom livro, Ana de Deus.

Mas vá, agora a sério, este texto foi criado para o desafio 52 semanas de 2022 | tema 44 - 5 coisas que te fazem sorrir/rir genuinamente

Interpretei como coisas que me fazem sentir paz, união, coesão.

 

Já não dou mais abraços

P.S. foto tirada por mim, ao totem multiusos 

Meditação

Abril 07, 2022

Carlos Palmito

treeoflife.jpg

Piquenique, a tolha está colocada sobre a relva, sim, nas ervas algures no campo, pois nem tudo terá que ter areia, água salgada, ondas e abismos (o abismo sou eu).

Coloco lado a lado a uva colhida e a uva esmagada, fruta e vinho. Alimento para o corpo, bebida para o espirito.

A ti brindo, Baco, neste dia, uma nova alvorada.

Dou um gole deste cálice adornado a lágrimas, sinto o frutificado sangue de uma qualquer divindade que prefere os homens alcoólatras ao invés de hidratados, envolver as minhas papilas gustativas, aquecer-me o esófago e descer.

A temperatura está amena, deixo os raios solares acariciarem a minha pele, afagar-me os pelos, aquecerem o meu eu externo, para que este se sintonize com o interno, sinto o vento roçar a minha existência, dá-me conforto, dá-me alento, por um momento sussurra-me o lamento de um Rei, ou será de um fauno?

Cheira a flores silvestres, pinheiros, amoras, ao lago (afinal apesar de não salgada, teria que existir água), existe o aroma das ervas, do musgo, até mesmo dos patos que não vejo e dos coelhos que correm em liberdade.

Ouço as aves nos céus a grasnarem, talvez, quiçá, os patos do lago. Neste mesmo lago escuto os peixes a saltar, se me atentar, poderei até ouvi-los a nadar. Os coelhos correm entre os arbustos, consigo ouvi-los, os ouvidos captam também o som de uma corça e o seu progenitor.

 Fecho os olhos, calço os patins dos sentidos, estou em sintonia, harmonia, sou eu e tu, mãe terra… somos nós unidos, aqui, neste piquenique, somos energia, fusão de seres, de almas…

Para que estou a viver? Estou a viver para sentir, os cinco sentidos mais o espirito, estou a viver para me deslumbrar e ser deslumbrado, estou a viver para mim e para ti, por e para todos… somos união, somos energia… vivo para vós, povo da terra, desde o átomo até à majestosa grandeza do universo.

Vivo para ser uma partícula de pó na ampulheta universal que uma criança balança.

 

 

Texto criado para os Desafios da Abelha | Dia 96 de 365 , lançado por Ana de Deus 

 

Imagem encontrada na net

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D