Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gritos mudos no silêncio das palavras!

Aqui toda a palavra grita em silêncio, sozinha na imensidão de todas as outras deixa-se ir... Adjetiva-me então

Dragão e Fenix

Novembro 02, 2021

Carlos Palmito

Por entre os vales de uma montanha tão grande que tocava os céus, ziguezagueava um dragão, criando rios por onde passava, até que ao longe viu um ser feito de fogo.
Parou hipnotizado pela beleza.
O pássaro de fogo viu-o, e começou a voar para longe.
— Espera, — disse o dragão. — não vás.
— Tenho que ir! — respondeu o ser de fogo, sem parar o seu voo. — Tu és água e eu sou chama, nunca nos poderemos juntar.
— Diz-me ao menos quem és.
— Sou uma fénix, talvez a ultima que existe.
— E não te sentes só?
O dragão não obteve resposta, pois já bem longe ia a fénix, entristecido decidiu retornar à criação do seu rio, mas na descida algo lhe captou a atenção, um ovo perdido. Contemplou-o pensando “já não vais ser a ultima, querida amiga”
Pegou-lhe e voou perseguindo um rasto de fogo.
— Porque me segues, dragão?
— Vim entregar-te isto! — Retorquiu o dragão, tirando de uma das suas patas um ovo escarlate.
A Fénix ficou estupefacta, pois sempre pensou que quem era diferente dela era mau, contudo aqui estava este dragão que apenas queria amizade.
A partir desse dia, tornaram-se amigos inseparáveis!
Moral: Apesar de diferentes, todos podemos ser amigos.

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D