Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gritos mudos no silêncio das palavras!

Aqui toda a palavra grita em silêncio, sozinha na imensidão de todas as outras deixa-se ir... Adjetiva-me então

Chorei mas comi

Outubro 20, 2021

Carlos Palmito

Passou tão pouco tempo, ainda hoje te dei flores uma vez mais.
É agora uma constante em mim… florear-te.
Espero que tenhas gostado, espero que tenhas sentido o seu doce perfume, eu senti, sentei e chorei.

Foi há vinte míseros dias fechaste os olhos de um azul cinza tão singular, para teimares em mais não os abrires.

Bebi um café na nossa pastelaria, aquela que me habituaste desde criança, onde eu te sorria, pai, e nada queria a não ser estar a teu lado como uma menina bem comportada.

Sabes, hoje é o meu aniversário de novo, e celebro. Tenho um pastel de nata e uma vela, um único numero, o primeiro de todos…. Um… O primeiro ano da minha vida sem ti.
Desliguei as luzes, risquei o fósforo na lixa negra e acendi o “UM”, deixei a quente, mas salgada lágrima percorrer o meu rosto gelado, e soprei, chorei mas comi o pastel.

 Bem vinda ao meu primeiro ano!

Mensagens

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D