Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gritos mudos no silêncio das palavras!

Aqui toda a palavra grita em silêncio, sozinha na imensidão de todas as outras deixa-se ir... Adjetiva-me então

Beleza

Novembro 01, 2023

Carlos Palmito

mao-segurando-mudas-organicas-frescas-em-garrafa-d 

Se um dia me perguntassem o que é para mim beleza, eu mostrava-lhes uma foto tua.
Não uma daquelas físicas, impressa num pedaço de papel, ou guardada num equipamento eletrónico qualquer, algures na nuvem da informação, mas sim, aquela que guardo na minha mente.

Aquela que capta a tua verdadeira essência, sempre adicionando alguns elementos e removendo outros… és uma beleza em construção, e para sempre serás a construção da beleza.

Nessa foto, nessa memória que persiste, nessa beleza etérea, vives tu. E durará até à eternidade que nos permeia, até ao fim da valsa que ambos dançamos nas chuvadas do outono, lembrando seres alados num baile ascendente em direção ao infinito.

Se um dia me perguntassem o que é a beleza, eu sorriria, enquanto acedia a ti, nesta minha imaginação, nestes caminhos que se perpetuam, neste amor que guardo numa frágil garrafa de vidro, qual náufrago numa ilha perdida, e responderia: “A beleza, é ela! A beleza é a fragrância desta flor multicolorida que guardo para sempre no meu coração, mesmo sabendo que jamais a alcançarei.”.

 

Imagem retirada do Freepik

Mensagens

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D